quinta-feira, 24 de novembro de 2011

Curiosidade
























Curiosidade:

A resposta para todas as perguntas:


Não encontrei, não procurei!


Porque não sei.


Preguiça? Talves.

A resposta para todas as perguntas?


Esta no ar, na terra no mar.


E um dia, irei encontrar.


Mas, por onde começar?

A resposta para todas as perguntas?


Esta em um livro,


que ainda nao foi escrito,


esta com uma criança, que não nasceu.


com um idoso que já morreu!

A resposta para todas as perguntas:


Esta no amor,


esta na cor,


esta em nós,


que nao temos voz,


para perguntar a Deus!





by choko

segunda-feira, 14 de novembro de 2011

Suposições



será que seriamos bom um para o outro?
eu faria você feliz , você me faria feliz?


seriamos compreensível, um com o outro?
suportaríamos, as crises um do outro?
teríamos a vontade de estarmos sempre juntos,
em qualquer situação!?

Somente Deus pode responder.

by choko

Sons de minha adolescência

domingo, 13 de novembro de 2011

Gravata do noivo


Cortar a gravata do noivo
É uma forma engraçada de levantar um dinheiro extra para os noivos. Padrinhos ou amigos vendem os pedacinhos da gravata em troca de uma pequena contribuição financeira.

Isso mesmo, uma forma divertida de angariar fundos para os noivos?!  Pera ai. Raciocínio logico aqui:

Casamento exigem gastos? Se eu me caso eu tenho que arcar com meus gastos e não depender de meus amigos para cobri-los, ou estou errado?
Amigos dos noivos com instrumentos sonoros fazendo maior barulho, convidados, que se escondem  que correm de um lado para o outro porque não tem uma certa quantia para contribuir com os "gatos dos noivos" ou apenas  avareza mesmo. Mesmo assim as vontade precisam ser respeitadas.
E lá se vão eles segurando o noivo feito com cão na coleira passando de mesa em mesa, já com algum grau etílico na cabeça, e não é pouco, em uma mesa ou em outra se escuta um pão duro, pão duro, pão duro em coro. Pausa para mais um raciocínio.
È uma contribuição espontânea, certo? Sendo assim, doa-se o quanto quiser, ou puder? Então porque o coro de pão duro, para aquele que contribui com dois reais ou cinco reais, existe alguma tabela de contribuição?
Você logo nota que o noivo fica constrangido com tanto agito, as vezes quele amigo de infância que precisa daqueles DEZ reais, para comprar o leite da semana para seu filho, o a mistura da marmita, por constrangimento acaba lhe dando os dez reais para não ser chamado de pão duro e sua mulher ficar com aquele olhar de "nossa que vergonha" a noiva nem se importa geralmente esta em seu martírio de passar de mesa a mesa agradecendo os convidados e entregando lembrancinhas que muitos esquecerão nas mesas e a equipe de limpeza jogara tudo no lixo no dia seguinte.
Depois de passarem por todas as mesas e contarem o dinheiro arrecadado, nem sequer tem a finesa de divulgar a quantia arrecadada, será medo  de realizar a famosa saidinha com o noivo quando ele for embora?
E aqueles amigos que ficaram arrastando o noivo na coleira nem sequer contribuem e tem a pachorra de chamar quem contribuiu com dois ou cinco reais de pão duro. Sim fico indignado com isso, observo algumas situações que não me descem que não me agradam, alguns leitores não concordam com minha opinião e tem todo o direto de fazerem isso. Mas já deixo avisado a meus amigos que na ocasião de meu casamento nem precisam levar carteira pois não haverá gravata para ser leiloada, vamos todos nos divertir, quero ver muitos em um alto grau etilico e dar risada durante muitos anos.

Fica a dicam,  querem ganhar muito dinheiro substitua a gravata pela calcinha da noiva ou meia calça da noiva se ela valer a pena,  tu paga uma viagem para Paris coma grana arrecadada!

by choko

Sonhos

Quando as coisas tendem a dar 


errrado, nao adianta incistir, melhor 


parar com tudo e ir pra cama, talves 


algum sonho bom me reanime !


by choko

quinta-feira, 10 de novembro de 2011

Não

Eu conheço seus problemas,
Sei de suas necessidades.
Choro ao ver voce assim.
Mas nao posso ajuda-lo.
Voce é meu amigo,
por isso nao vou me comprometer.
Se lembra,  ja fiz algo assim,
e voce me enganou.
Quero ver voce bem,
um abraço eu sempre lhe darei
uma palavra amiga, como sempre!
Mas alimentar seu vicio,
Não meu amigo.
Quero voce feliz
e sorrindo novamente.
Porque amamos voce.

by choko

Meu melhor salto

Pelo final dos anos oitenta,  naquela epoca ninguem sabia o que era atletismo como no Brasil somos um pais de monocultura esportiva, ou seja aqui se come, bebe e respira futebol, nao sei porque me professor de educaçao fisica, resolveu nos dar uma aula de atletismo, e foi uma aula completa, de atletismo, me lembro que na primeira semana, fizemos corridas, cem metros, duzentos metros, quartrocentos metros, mil metros mas eu parei nos duzentos. Me lembro de chegar em casa sem sentir as pernas e de ter ido dormir cedo.
Na segunda aula da semana, novamente atletismo mas dessa vez foi algo mais leve, lançamentos, entao me acabei, fortinho como sou, mandei o peso o mais longe possivel com minha tecnica apurada rsrsrsrsrsrsrs. nao havia martelo mas inprovisamos um dardo com bambu nesse fui mal, muito mal, sempre caia de barriga. Depois dessa aula ainda saimos com animo para o futebol com a galerinha na rua.
Terceira aula, saltos, o professor improvissou com cordas e varas de bambu uma area de salta a altura, confesso nao passei dos 50 cm,  aquilo nao era para mim, no final da aula fomos para a pista novamente, ja fiquei cansado só de olhar, mas meu professor disse, que era para darmos uma volta trotando de leve e parar na caixa de areia, e fizemos isso, nos ensinou a tirar a marca do salto, para nao pisar na linha os movimentos de braços, e como aterrisar, todos se empolgaram me lembro que queriamos saltar todos juntos, outro fato que me recordo, foi de um rapaz de origem oriental, ele sempre se destacou no atletismo sempre corria mais que todos e no salto em altura foi o que saltou mais auto, mas na caixa de areia foi uma tremenda comedia, ele correu, correu, correu e correu e quando saltou nao mediu vinte centimetros, claro que virou motivo de gozaçao, naquela epoca podiamos fazer isso pois, nao existia esse tal de bulling nos viviamos bulinando um ao outro todo tempo, ou melhor dizendo sacaneando mesmo.
Enfim, chegou a minha vez de saltar, eu me posicionei achei um lugar confortavel para saltar mentalizei e corri, me lembro de nao ver nada em minha frente e sentir o vento no meu rosto saltei.


Nossa, todos me olhando foi o melhor salto da minha turma, mas ainda haviam alguns alunos para saltarem, mas estava feliz pois me destacava e com certeza iriam falar de mim na escola a Valeria, huuumm a Valeria ouviria meu nome. Um dia conto sobre a Valeria.


Entao vieram os outros alunos que faltavam meu semblante entristeceu logo aquele que saltou após foi tao longe que quase saio da caixa de areia, o proximo foi tambem muito longe assim nao falariam de mim a Valeria nao ouviria meu nome. Apenas para constar nesse epoca eu estava com onze anos de idade, epoca boa da inocencia.
Mais uma vez para minha felicidade o professor nos falou que os oito melhores saltos seriam repetidos, me alegrei novamente eu iria saltar, obaaaaaaaaa !!!!


E os garotos foram saltando de acordo com a ordem do primeiro salto, eu seria o sexto a saltar, na minha hora eu me posicionei e corri, corri, corri e corri saltei, me sentia voando  um passaro, ja estava mentalizando como iria comemorar o melhor salto a sim a Valeria ouviria meu nome.
Assim que me estabaquei no chão, ouvi a voz do professor dizendo assim:
_ Não marca.
A fiquei  sem saber o que dizer, sem saber o que estava acontecendo entao descobri que havia queimado, ou melhor dizendo havia pisado na area de impulsao e queimado meu melhor salto.


A Valeria nao ouviu meu nome no dia seguinte.


by choko

quarta-feira, 2 de novembro de 2011

Feito para você


Meu desejo, é:
segurar seu rosto entre minhas mãos
encostar meus labios nos seus, 
de olhos bem fechados,  
com o coraçao a mil por hora
 e deixar que o tempo voe
deixar que minhas maos, descam até sua cintura 
e seus braços me envolvam
e prenda seu corpo junto ao meu
enquanto nossos bocas se tocam,
 sinto que seu corpo se esquentar, 
a me desejar de um jeito que apenas
 vc pode me desejar


by choko

sábado, 8 de outubro de 2011

A mocinha do Buque

Incrível como as coisas aconteciam, deste os 14 anos ou menos a historia se repetia, as noivas convidam as solteiras para jogar o buque e la estava ela, e no final sempre pegando os buques e escutando o tradicional _ Voce vai ser a proxima a se casar!! Ela sempre abriu um sorrisao e acreditava, nessa historia, mas nao ainda nao havia namorado para esse casamento.Quando fez quinze anos, se anamorou com um rapaz que tambem estava apaixonado por ela e viviam um lindo romance de contos de fadas.
Logo no primeiro casamento que foram juntos o inevitavel aconteceu, ela mais uma vez pegou o buque da noiva felicidade geral e o velho comentario se fez mais uma vez, mas agora ela tem um namorado pode se exibir com ele pelo salão juntamente com seu buquê,  nada se falava em casamento, apenas viviam seu romance, veio o convite pra outro casamento e mais ma vez o inevitável aconteceu outro buquê caiu em suas mãos, e novamente, vai ser a próxima a se casar, mas nada acontecia.
Ela se recusava a casar ele ficava na dela, embora a vontade se fazia presente, os anos foram passando foram vindo mais e mais casamentos, os amigos todos se casando e eles continuavam o namoro,  enfim restava apenas um amigo solteiro e la se foram eles para o casamento desse amigo, contando a todos que ela sempre pegava os buques, ele até combinou com a noiva para ela jogar na direção contraria a que estivesse sua namorada, mas isso não aconteceu, Ela pegou o buquê, mas dessa vez os comentários estavam corretos, seriam os próximos a se casar sim, pois a data ja estava marcada.
Mas isso é historia para outro dia.

by choko

quarta-feira, 5 de outubro de 2011

Romance do facebook

Eles se conheciam apenas de olhar, algum tempo atrás, viajavam no mesmo ônibus para a cidade vizinha, mas apenas ele a olhava ela não demonstrava nenhuma reação, e assim a vida seguiu, até  que, um deles não se sabe quem ao certo, adicionou o outro no facebook.
Os dias se passaram, eles se vendo mas sem coragem de dizer um oi, um ola um tudo bem, apenas curtiam seus publicações mas sem comentário algum. E assim o tempo ia se passando para ambos, medo, vergonha, receio uma dessas coisas, ou talves todas elas e o tempo passando.
Em uma noite qualquer um deles tomou a devida dose de coragem e mandou um recado pelo chat, esperou por alguns minutos, mas apreensivo logo saio não esperou a resposta que viria em seguida. Os dias se passaram sem que se falassem, mas continuavam se olhando se curtindo, se cutucando e paquerando virtualmente.
Moravam em ruas próximas no mesmo bairro, mas pouco se viam e quando se viam apenas se olhavam sem sequer exclamar alguma palavra um ao outro.
Depois de muito tempo, ele se encheu do coragem e a chamou no chat, esperou por alguns minutos, ficou pensativo - ela não vai responder vou sair agora, e deixar isso pra lá.
Quando ele se preparava para sair eis que vem a resposta, ola, tudo bem a sensação foi inexplicável, era um sorriso envolto em gargalhadas, pensamentos confusos mas muita, muita alegria. Logo o papo foi ficando animado, ela dizendo que o conhecia bem pelas coisas que ele postava no face, que gostava do estilo de suas postagens e ele contando a ela as artimanhas que realizava para ficar pertinho dela dentro do ônibus de como a olhava quando se encontravam pelas ruas da cidade, que passou anos naquela paquera de olhares.
Ela sempre dando a entender que seria apenas amizade, nada alem disso, que  poderia até se apaixonar, mas no momento não era isso que queria, que ainda haviam muitas coisas para fazer em sua vida. Mas que de alguma forma, se sentia atraída por ele mas não tanto quanto ele por ela. Passaram-se dias semanas e ela se recusando a encontra-lo pessoalmente, sair do virtual, descobriram-se amantes da lua, amantes de boa musica as coisas incomum eram muitas mas havia algo que os impedia de se verem.
Uma noite de lua cheia, céu estrelado ele entrou no MSN, ela já estava, alguém comentou sobre a lua o outro sorriu. Veio o convite, em comum acordo foi aceito. Aconteceu o primeiro olhar depois de anos, algo meio vergonhoso, o primeiro toque de mãos tremulas na verdade mas com carinho, os olhares não queriam se desviar, as mãos não queriam se separar, foram até um local alto na cidade onde ficaram dentro do carro, olhando a linda lua que surgia, envolta de lindas estrelas. Falavam de suas vidas, por onde andaram até se encontrarem não demorou muito tempo para as bocas se encontrassem, e o desejo surgir. Sim se desejavam mas não seria dentro de um carro não seria daquela maneira. Palavras lindas surgiam dos corações de ambos, lindas juras de amor, a felicidade estava dentro daquela carro junto com aqueles dois seres. A noite foi se adentrado as horas rodavam rapidamente, assim como passavam rápidas quando se falavam no chat.
O envolvimento entre ambos apenas aumentava o prazer de estar na compania um do outro não  havia tamanho e nem forma de descrever, trocavam mensagens pelo celular quando não podiam se falar, mas sempre arrumavam um jeitinho de estar pertinho um do outro, nem se fosse para um beijo rápido no portão na hora do almoço ou uma passadinha, na frente da casa um do outro quando era permitido.
Depois de um tempo assim resolveram se casar. Isso ainda não aconteceu, mas esta preste a acontecer, o amor que veio do facebook.


By choko

segunda-feira, 3 de outubro de 2011

Lenda do Sol e da Lua


Lenda do Sol e da Lua
 
 
Quando o Sol e a Lua se encontraram pela primeira vez, se apaixonaram perdidamente e a partir daí começaram a viver um grande amor.

Acontece que o mundo ainda não existia e no dia que Deus resolveu criá-lo, deu-lhes então o toque final ... o brilho !

Ficou decidido também que o Sol iluminaria o dia e que a Lua iluminaria a noite, sendo assim, seriam obrigados a viverem separados.

Abateu-se sobre eles uma grande tristeza quando tomaram conhecimento de que nunca mais se encontrariam. A Lua foi ficando cada vez mais amargurada, mesmo com o brilho que Deus havia lhe dado,ela foi se tornando solitária. O Sol por sua vez havia ganho um título de nobreza "ASTRO REI" , mas isso também não o fez feliz.

Deus então chamou-os e explicou-lhes : - Vocês não devem ficar tristes, ambos agora já possuem um brilho próprio.

Você Lua, iluminará as noites frias e quentes, encantará os enamorados e será diversas vezes motivo de poesias.

Quanto a você Sol, sustentará esse título porque será o mais importante dos astros, iluminará a terra durante o dia, fornecerá calor para o ser humano e a sua simples presença fará as pessoas mais felizes.

A Lua entristeceu-se muito com seu terrível destino e chorou dias a fio ... já o Sol ao vê-la sofrer tanto, decidiu que não poderia deixar-se abater pois teria que dar-lhe forças e ajudá-la a aceitar o que havia sido decidido por Deus.

No entanto sua preocupação era tão grande que resolveu fazer um pedido a Ele :- Senhor, ajude a Lua por favor, ela é mais frágil do que eu, não suportará a solidão... E Deus em sua imensa bondade criou então as estrelas para fazerem companhia a ela.

Lua sempre que está muito triste recorre as estrelas que fazem de tudo para consolá-la, mas quase sempre não conseguem. Hoje eles vivem assim .. separados, o Sol finge que é feliz , a Lua não consegue esconder que é triste. O Sol ainda esquenta de paixão pela Lua e ela ainda vive na escuridão da saudade.

Dizem que a ordem de Deus era que a Lua deveria ser sempre cheia e luminosa, mas ela não consegue isso ... porque ela é mulher, e uma mulher tem fases. Quando feliz consegue ser cheia, mas quando infeliz é minguante e quando minguante nem sequer é possível ver o seu brilho.

Lua e Sol seguem seu destino, ele solitário mas forte, ela acompanhada das estrelas, mas fraca. Humanos tentam a todo instante conquistá-la, como se isso fosse possível. Vez por outra alguns deles vão até ela e voltam sempre sozinhos, nenhum deles jamais conseguiu trazê-la até a terra, nenhum deles realmente conseguiu conquistá-la, por mais que achem que sim. Acontece que Deus decidiu que nenhum amor nesse mundo seria de todo impossível, nem mesmo o da Lua e do Sol ... e foi aí então que ele criou o eclipse !

Hoje o Sol e a Lua vivem da espera desse instante, desses raros momentos que lhes foram concedidos e que custam tanto a acontecer. Quando você olhar para o céu a partir de agora e ver que o Sol encobriu a Lua é porque ele deitou-se sobre ela e começaram a se amar e é ao ato desse amor que se deu o nome de eclipse. Importante lembrar que o brilho do êxtase deles é tão grande que aconselha-se não olhar para o céu nesse momento, seus olhos podem cegar de ver tanto amor.

quarta-feira, 28 de setembro de 2011

REAL

Já não penso em ser eu mesmo.
Acordo as vezes com medo de não ter mais voce!
Espero que as horas passam,
para que eu possa lhe ver e mais
uma vez te tocar!
Peço pelo seu carinho,
quero sempre comigo em meu coraçao.
Amor;
Não sei ficar sem você
um pedaço de mim é voce,
minha extençao do que preciso,
do que sinto;
só com você!



by choko

sábado, 17 de setembro de 2011

boas lembranças

Quem nunca teve alguém, que por algumas horas fez parte de sua vida, ou por alguns anos que derrepente foi embora e ficou apenas as boas lembranças. Eu tenho algumas pessoas assim e hoje irei falar sobre elas.

Se me recordo bem era ano de 1987, eu estava cursando o sexto ano ja estavamos o inicio do segundo bimestre, entrou na sala um carinha magricela, com sardas no rosto desengonçado e falando engraçado,era o Andre, o pai dele trabalhava na Petrobrás e alguém havia inventado que aqui no oeste de sao paulo, havia petroléo então veio o pai do Andre como engenheiro dar uma verificada nisso ai. Depois falo o que encontraram aqui. aprontávamos André era um palhaço, riamos muito dele e com ele, aprontavamos mil e umas na escola e na rua também as  mais marcantes, foram as noites que iamos na casa da dona Armelinda,  pegar coco no pé que ficava bem pertinho  da rua e baixinho, e quando ganhamos o campeonato de futsal inter classe na escola e as meninas todas vieram falar com a gente eu fui o goleiro menos vazado e ele o segundo artilheiro.
Mas um dia o Andre chegou calado na escola nao queria brincar, nao queria zuar a noticia estava estampada no rosto dele, iriam embora da cidade, porque nao havia petroleo aqui apenas agua quente.
Foi triste para mim, hoje eu vivo de boas lembranças daquele cara super bacana que fez parte de minha vida. Eu nao me lembro de todo o nome do Andre, por isso nao googlei ele por ai.
Andre se voce ler isso aqui,entre em contato meu amigo.

 ************************************************************************

Certa vez, estava voltando de trem para casa, depois de passar uma temporada na casa de meus tios em Maua, foram ferias legais, eu estava com 16  anos e foi a primaira vez que viajei sozinho, sem meus pais, mas como disse estava voltando, me lembro de ter entrado no trem as cinco da tarde na estaçao da luz, o vagao estava quase que vasio bem iluminado e poltronas confortaveis, me sentei e fiquei olhando as pessoas na plataforma até que minha viagem de regresso comessasse, assim que o trem se colocou em movimento eu fechei meus olhos e adormeci, perdi a noçao do tempo, acordei ja estavamos em sorocaba e com varias pessoas, no vagao entre elas uma em especial me chamou atençao.
Fiquei olhando de longe apenas, com ela haviam outros jovens uns quatro um homem e tres mulheres e uma senhora que cuidava de todos, ela quase nao se mexia ficava ali sentada olhando pela escuridao da janela as luzes longe, muito longe. Ja estava sentado a muito tempo e resolvi dar uma volta pelo trem, as viagens de trem eram legais por isso, se cansava levantava e iamos para a porta olhar o mato e sentir o vento kkkkkkkkk.
Passei pelo bando onde ela estava o pessoal estava animado jogando resta um e dama, queria me oferecer para jogar com eles mas fiquei na minha, nem fui notado.
A fome apertando me lembrei dos pasteis que minha tia havia feito, e fui comer,mais um detalhe que adorava nas viagens de trem eram aqueles garçons que passavam, grintando o cardapio do dia era muito divertido "refrigerante, cachorro quente" - gostava de ouvir.
Altas horas da noite eu ali sem dormir sem uma tv para assistir sem um som para ouvir ao nao ser o sacolejo do trem, a turminha la da frente animada nos jogos o trem parou em algum lugar que nao seio nome, apenas olhei pela janela e vi uma televisao ligada passando os gols da rodada, no fantastico, desci correndo para saber o resultado dos jogos o chefe do trem tambem desceu e foi na tv junto comigo, ficamos ali esperando o povo descer subir e olhando os gols, o chefe era corintiano, porque depois que passou os gols da derrota do timão ele se apressoua soar seu apito e fazer o trem andar. Subimos juntos no trem e no mesmo vagão, ele puxou papo comigo, perguntou meu destino eu falei, contei que meu pai tambem era ferroviario, ele queria saber de onde entao falei, ele ficou boqueaberto quando disse que viajava sozinho, estavamos passando pelos acentos da galera agitada de sorocaba. Ele chamou a tençao da tia da galera para mim, disse a ela: _ olha minha senhora o garoto esta viajando sozinho sem os pais. 
Ela entao disse: _ E e pageando meus sobrinhos de volta para casa. 
Aproveitando a deixa puxei assunto, perguntando de onde eram e fui descobrindo coisas, eram de paraguaçu paulista, aqui pertinho, tambem foram em ferias para casa dos tios logo me vi sentado conversando com a tia e com o chefe do trem, ela me apresentou aos seus sobrinhos me disse o nome de todos mas guardei apenas o nome de uma, Ana Paula, para ela que fiquei olhando o tempo todo, estava quietinha na dela quase nao conversava com os primos e irmas, nao jogava dama nem resta um, logo eu fui desafiado a uma partida de dama e aceitei, nao me lembro de ganhei ou perdi mas estava enturmado. Ana era mais velha dos sobrinhos, tudo que faziam errado a culpa recaia sobre ela, e as vezes eu tentava dizer pra tia que nao era ela mas sim os outros mas a tia dizia que ela precisava tomar conta dos mais novos, Ana tinha cabelos negros caxeados um olhar linda, labios rosados maos delicadas a todo momento eu me imaginava beijando sua boca e tocando sua pele.
O trem rumava destino ao oeste e nossa turminha animada jogando dama, resta um e acharam um bingo tambem ai a coisa ficou mais divertida, apostavamos coisas bobas, do tipo quem ganhar puxa o cabelo do outro, puxa a orelha quando começamos a apostar beijos no rosto eu me exaltei, a cada numero cantado eu  ficava eletrico conferindo para poder ser de minha cartela e pedir um beijo da Ana, mas nao rolou. Nem sei quem  foi o ganhador.
Ficamos ali jogando por horas nao me lembro a que horas fui dormir, mas acordei antes que eles descessem, passei por eles e estavam todos dormindo, apenas a tia cordada, eu fui ao banheiro e fiquei na porta olhando e sentido o cheiro do mato com orvalho da manha, sao aromas de minha infancia e adolescencia que nunca saem de minha memoria. O primeiro sinal de despertar veio quando um garçon passou anunciando _ chocolate quente!!! olha o chocolate quente!!!!!
Notei que alguem deles havia se movimentado, entao volei ao meu banco, pedi um copo ao garçon e saboreei meu chocolate, para minha felicidade eles vieram ao meu assento e ficamos batendo papo ali,sem jogar nada, contando um para o outro sobre escola, namorados, paqueras eu me lembro que deixei escapar que minha paquera estava perto e ao mesmo tempo longe e alguem gritou "Ana Paula". eu sorri e tentei disfarçar,mas ficou na minha cara, era por volta das sete da manha, haveria mais uma hora de viagem para que eles descessem estavamos nos aproximando de Assis, talves com um pouco de sorte meu pai estaria na conduçaodo trem eu o veria e antes de assumir a locomotiva e faria um pouco de moral com a galera, olha meu pai esta pilotando o trem, coisas de criança exibicionista rsrsrs.
Mas nao era meu pai entao deixa pra la.

Assim que partimos de assis,a tia os chamou a frente para arrumar as coisas, eu lancei aquele olhar a Ana, uma mistura de Adeus com eu te amo, mas estava com muita vergonha para dizer alguma coisa, entregar a ela o numero de meu telefone ou pedir o dela,estava totalmente fora de cogitaçao. E assim se foi Ana Paula e seus primos, desceram daquela trem naquela manha calorente de julho levando um pequeno pedaço de meu coraçao que depois se recuperou, deixando em mim boas lembranças.


                                                                                        ****************************************************


by choko


quinta-feira, 15 de setembro de 2011

A vida que se leva


A unica certeza, que temos da vida,
é que um dia iremos morrer,
mas nao me desespero por isso;
eu vivo!

sexta-feira, 9 de setembro de 2011

Criação

Deus criou o homem, 
e lhe deu uma companheira,
 nao tirou parte da touca, 
não tirou parte da meia, 
retirou uma costela, 
Hó ação tao bela, 
criou o que meus ser mais anceia: 
Voce!

Quero te conhecer





Não sei se amo você.
Nem seu nome eu sei dizer,
Talves esteja apaixonado.
Ou somente enganado...


tento arrumar coragem,
Não ter um amor selvagem..
Que faz, algo sem vontade
que queira apenas se satisfazer.


Há voce....
Garota de meus sonhos?!
Se apaixonaria por mim?
Um simples, eu!


Queria mais escrever.
De mim falar, para voce encantar.
Se você fosse minha,
OH linda garotinha
O cêu e o mar seriam, seu
e com eles de brinde, toda gratis.
voce levaria eu!


by choko




PS:escrevi isso em 05/08/92.  

Desejos

Nem sempre, o que queremos, pode acontecer;
Mas quando o coração quer, precisamos possuir.
Sem luta, nao iremos conseguir.


As veses penso, que é voce que eu quero.
E meu coração, tambem quer.
È dificil eu sei, porque.
Mas buscarei por voce, onde estiver.


by choko



sábado, 3 de setembro de 2011

Nada mais que a ilusão.

Era como te ver nua!
Teu corpo lindo.
E a noite permanecia calma.
Eu permanecia puro!
Voce me mostrando a ilusao.
Meu corpo sedento de amor.
Teu corpo querendo prazer.
Eu me entregando de corpo e alma;
Você vivendo um momento.
Eu cada vez, mais louco de amor.
voce princesa da noite.
Rainha desses mortais.
Que em ti, buscam consolo?
Para angustias, desilusões
e prazeres.
e a noite permanceia calma.



by choko

terça-feira, 16 de agosto de 2011

amizade

Se for passear, que seja em um local bem legal,
se for dançar, que seja com alguem especiall,
se for trabalhar,em um ambiente saudavel,
se for ficar a toa, faça de tudo um pouco e
um pouco de tudo.
Se beber nao dirija mas seja feliz
se sair coma turma, me convide!
Se for malhar,siga as orientaçoes,
Se xingar, que faça bem feito.
se beijar, que seja minha boca.
Se ficar! bom seria comigo..
quando orar, pense em mim




Se transar nao esqueça a camisinha!


by choko

terça-feira, 26 de julho de 2011

Um romance proibido

Romance proibido


Em casa sem fazer nada,
aquela vontade veio chegando.
meus pensamentos, foram se levantado
em voce, estava pensando
A vontade apenas aumenta.
eu vou fazer, o que nao se pensa.


Ligo correndo para você
ouço sua voz mas quero sua presença!
Marcamos e saimos juntos,
a anciedade, há anciedade...


La fora um mundo louco, 
as pessoas nao irao entender,
sinto vontade, eu quero eu desejo
preciso de voce!
sentir sua boca na minha.
sentir seu corpo no meu.
vontade louca, desejo que cresce.
mas la fora ninguem vai entender.


Seguro em sua mao e te levo para um canto
te beijo, te sinto.
Olhos fechados, bocas coladas,
maos deslizando, para todo o lado.
fica na nossa imaginaçao
O que mais poderiamos realizar.


Nao podemos, nao é certo
Somos da mesma especie.
esse romance nao é permitido
nao passar na novela, as cenas
sao cortadas, se for em filme, 
apenas na madrugada.


by choko

segunda-feira, 25 de julho de 2011

Desabafo

Ja te disse uma vez que ja sofri muito por suas atitudes
..por seus compromissos...
por vc colocar sempre seus amigos
 na frente de tudo
e pode ter certeza

 que hoje tenho receio disso tudo
 pois sei que um dia vou ficar de lado 
pra vc poder estar com seus amigos


 Cláudia Campbell

sábado, 23 de julho de 2011

ADEUS

ADEUS

Só ficar olhando,
ja esta bom
poderia ser melhor, mas nao sei 
como fazer.
A verdade pode ser falada
nao precisamos esconder nada;
eu perdi voce e vce me perdeu.
sei entao, que preciso dizer....

vai ficar um vazio sem voce por aqui.
noites trsites solitaria, mas vai ser assim.
infelizmente tudo acabou.
voce nao me disse, eu nao te falei
sei entao, que preciso dizer..

acabei com seu sonhos
iludi sua vida.
fiz voce perder seu precioso tempo.
nao foi ssim que planejei
mas agora preciso dizer.
Adeus

by choko

domingo, 17 de julho de 2011

Nada jamais

ela me olhou muito estranho, eu disse que nao,
 mas ela insistiu
ela me desejou de um jeito diferente,
se falase que sim, poderia nao terminar bem.
Eu desejei nao estar la,
eu desejei nao sentir. 
e foi assim que reagi.
sem falar. 
sem sentir,
sem desejar
sai de meu lugar,cedi a minha vez,
deixei escrito no olhar;
tudo que nao falei.
sei que ela entendeu,e nao vai mais me procurar.
não vai ter um triste Adeus.
Não vai ter nada jamais.


by choko

quinta-feira, 14 de julho de 2011

BAILADO

Hoje estou parada em um jardim, ali surge tudo.
Meu passado meu presente
E junto a solidao que me acompanhou ao longo dos anos.
As flores me inspiram,mas lindo mesmo,
é o valsa que as borboletas da primavera me convidam para dançar.
Vejo a mistura de cores eo bailar
de um bater de asas que carregam me para perto de algo indefinido.
Neste momento crio meu universo e sinto frio
.Estou só .Uma brisa bate lentamente
e sinto como se a vida me tocasse e me acordaram.
Acordei-me no outono e em tao pouco tempo
as borboletas sumiram e levaram com elas meu bailado .
Uma folha cai em meu ombro.
Ai volto qdo o telefone toca,é que percebo
que nao sai do meu escritorio e tem variás pessoas a me esperar.
E ai volto a representar a VIDA ,,,,,,,,,,,,
Meire Quintana