quarta-feira, 27 de outubro de 2010

Tudo que faço, faço por voce!

video

Silencio

Para eu ser o que voce espera de mim, 
eu precisa de sua atençao.
Para, fazer o que voce me pede,
preciso de seu coraçao.
Quero voce por inteira e nao pela
metade,
vou me dar por inteiro, 
nao aos fragmentos
Se o silencio for a melhor resposta
me calo, por voce!.
by choko

O primeiro beijo

Tudo era novo naquele momento, novos amigos, nova escola, nova casa, para um adolescente acostumado com ama vida boa de um bairro de ricos, escola particular deste que aprendeu a falar motorista para levar a  escola todos os dias aquele primeiro dia parecia um pequeno inferno particular.  O pai que outrora foi dono de uma grande empresa de peças para caminhoes, havia se metido em uma grande negociaçao para exportações e acabou dando passo maior que  a perna e perdeu tudo o que tinha, casas, fazendas, carros, e amigos.
A familia nao tinha mais dinheiro para ficar naquele bairro de bacanas, nem estudar no colegio particular e frequentar o clube onde iam todos os amigos. Realmente aquele garoto de 15 anos estava sozinho.
Entrou na escola olhando para todos os lados, tentando encontrar um rosto conhecido por ali, mas nao encontrou, se dirigiu a  até a porta de entrada e seguiu a numeraçao e encontrou sua sala, segundo ano do ensino medio uma sala com 39 alunos,entrou, sentou-se no fundo da sala a espera do professor, os alunos que ja estavam na sala o olharem diferente, sem demonstrar sinal de amizade. Entrou  o primeiro professor nem notou sua presença no fundo, aplicou a materia e saiu ele nem abriu o caderno, era tudo velho os que os professores lhe ensinavam,.
Os dias se passaram Cleiton ja havia feito algumas amizades na sala e estava ensinando fisica, quimica e matematica a alguns colegas com dificuldades, mas o que ele mais queria mesmo, era ensinar a moreinha da fila da janela.
Valeria, uma morena mais velha que ele, cabelos longos e negros olhos puxados e pele morena, por essas caracteristicas a chamavam de "india", tambem era muito inteligente, por isso nao precisava da atençao de Cleiton, mas ele queria muito a atençao dela. Não demorou muito para surgir a oportunidade, haviam combinado um almoço de domingo apenas os alunos da sala, um churrasquinho, mas estavam sem lugar para realizar, o pai de Cleiton ainda mantinha uma chacara pertinho da cidade que dava para irem andando, e ofereceu para a turma, disse qua havia piscina que precisava ser limpa, e logo os amigos se propuseram a ajudar na limpeza assim, no sabado foram alguns meninos da sala para a limpeza da chacara e principalmente da piscina.
O papo no caminho nao foi outro a nao ser meninas e futebol, afinal estavam na idade mesmo, alguns dos meninos do fundao, começaram a zuar com Cleiton falando sobre a "india", ja haviam notado que ele a olhava de um jeito diferente. E o encorajaram, a chegar nela, combinaram de fazer um bailinho para que eles pudessem  dançar.
Domigo ele pula da cama, vai até o quarto do pai o acordou e o fez leva-lo até a chacara, para começar os preparativos, no caminho encontrou alguns amigos que estavam a caminho e deram carona, o pai os deixou e voltou para cidade, ja deixando combinado que voltaria as seis da tarde para leva-lo embora e queria tudo limpo. Aos poucos a turma foi chegando algumas meninas que nao conversavam com Cleiton naquele dia o tratavam como melhor amigo, e isso despertava, ciumes de outros meninos, mas nada que nao pudesse ser deixado de  lado.
Valeria chegou,  todo exuberante chamando atençao com seus cabelos negros soltos, e seu olhar meigo de menina faceira. Comprimentou a todos e foi para a beira da piscina onde estavam outras meninas da sala. Alguns dentro da agua outros na sombra e outros dentro da casa vendo tv, todos se divertiam, a sua maneira, nao sentiam falta de quem nao estava ali, a frase dita em alta voz foi _ quem faltou, perdeuuu!!

Logo depois do almoço ja estavam todos dentro da agua, pulando brincando, rindo, e cantando, Cleiton foi se aproximando mais e mais de Valeria, e quando menos perceberam ja estavam conversando e rindo juntos, jogando biribol no mesmo time, e brincando de prender a respiraçao juntos.
Ele saiu da agua e ela foi com ele, foram para a sala ver tv, ela saiu sem que ela a convidasse, pegou algo para beber e comer e foram para o sofa da sala.
Ali sentados ele segurou nas maos de Valeria, e ficaram assim um tempo sem se falar olhando para a tv e com as maos unidas, em um relançe qualquer, ele a beijou, e seu beijo foi, correspondido.

Esse foi o primeiro de muitos que vieram depois desse lindo casal que se formou.

by choko

quarta-feira, 20 de outubro de 2010

Toda minha vida

toda minha vida 
eu nunca encontrei, um amor
tão doce quanto o seu, mais 
do que o seu.
Eu nunca encontrei um amor, 
mais precioso do que o seu,
tão precioso do que o seu , 
tão precioso quanto o seu.
Perto de mim, você é como
meu pai.
Perto de mim, voce é como
minha irma.
Perto de mim, voce é como
meu irmao.
Voce é a unica, voce é meu tudo,
è para voce que escrevo.
Toda minha vida eu rezei, por alguem 
como voce.
Eu agradeço a Deus, que eu finalmente
te encontrei.
Eu espero que voce, sinta da mesma maneira
tambem. Sim eu rezo para que voce, me ame tambem
Eu disse voce é tudo que eu penso.
Eu rezo, par ao senhor la em cima, 
para me enviar o seu amor, eu aprecio cada abraço.
Eu realmente te amo
Voce é tudo que jamais conheci.
seu sorriso, em seu rosto, tudo
que vejo e um brilho
voce mudou minha vida.
quando voce sorri, seu rosto
brilha!

quinta-feira, 7 de outubro de 2010

Saudades

Saudades.

Dos teus labios que nunca senti,

de seus, abraços que nao me envolveram,
de suas palavras que ainda nao ouvi.
De seu corpo que nao me aqueceu,
de seus olhos que nao me viram,
de voce que eu quero tomar conta.

by choko